• Mandela

    Em 18 de julho de 2018 celebra-se o centenário do nascimento de Nelson Mandela.

    O mundo prepara-se para celebrar a memória deste homem notável.

    A Assembleia-Geral da ONU decidiu assinalar o 100.º aniversário do nascimento de Nelson Mandela com uma cimeira de alto nível focada na paz mundial antes da reunião anual de líderes em setembro de 2018.

    A resolução diz que a “Cimeira da Paz Nelson Mandela” vai incluir discursos de altos responsáveis da ONU, da Comissão da União Africana e de Estados-membros.

    A resolução evoca a dedicação do líder anti-apartheid na promoção da resolução do conflito, nas relações inter-raciais, direitos humanos, reconciliação e igualdade de género. A Fundação Nelson Mandela sugere como lema para o centenário: “Be the legacy”.

    Em 2009, a Assembleia-Geral da ONU estabeleceu 18 de julho como “Dia Internacional de Nelson Mandela”, data de nascimento do histórico líder sul-africano, instando o Mundo a assinalar a efeméride fazendo a diferença nas comunidades em que se inserem.

    Nelson Mandela foi dos principais líderes mundiais cujo legado continua a inspirar-nos. A sua luta contra a injustiça do apartheid e de qualquer forma de discriminação, a que se somou a sua capacidade de fazer a paz e promover a reconciliação, são exemplos para os nossos dias.

    Celebrar Mandela é sobretudo tornarmos viva a sua herança.

    É isso que faz a Academia de Líderes Ubuntu, desde 2010, inspirando jovens para liderarem como Mandela.

    O mundo precisa, em tempos complexos, de se inspirar em exemplos de liderança de construção de pontes para a paz.

    A Academia de Líderes Ubuntu, projeto do Instituto Padre António Vieira, que tem em Nelson Mandela um dos seus grandes inspiradores, não podia deixar de comemorar esta data e, com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa e da Associação Mutualista Montepio, organizou um programa de atividades e iniciativas que irão celebrar Nelson Mandela.

     

14 a 18 de julho

Programa de celebração do Centenário do nascimento de Nelson Mandela